40 DIAS COM O ESPÍRITO SANTO – DIA 37

Por

Dia 37 – O Espírito Santo se manifesta por meio de um fruto variado

18 de maio de 2018- Sexta-feira

 

O FRUTO do Espírito é amor, alegria, paz, paciência, amabilidade, bondade, fidelidade, mansidão e domínio próprio” (Gl 5.22, 23 – NVI). Penso ser possível uma pessoa ter os dons do Espírito sem manifestação do FRUTO do Espírito. Penso também que alguém pode ter o Fruto do Espírito sem os dons do Espírito. Carismáticos e pentecostais tendem a enfatizar os dons; evangélicos conservadores e cristãos reformados tendem a ressaltar o fruto.

Uma breve sinopse do prólogo do livro Fogo Santo talvez seja necessária: há, de um modo geral, um divórcio silencioso na Igreja entre a Palavra e o Espírito.

Quando há um divórcio, algumas vezes as crianças ficam com a mãe, outras vezes com o pai. Nesse divórcio, existem aqueles que ficam do lado d a Palavra ressaltando a sã doutrina, especialmente a carta aos Romanos; e os que se posicionam do lado do Espírito enfatizando o Espírito Santo, de modo especial o livro de Atos. Tristemente, em quase todo lugar do mundo aonde eu vou, parece existir apenas um ou outro. Ambos são necessários. Eu creio que a combinação simultânea resultará em uma combustão espontânea. A Palavra e o Espírito Santo juntos trarão o próximo mover do Espírito Santo, em minha opinião.

Brevemente mencionarei cada uma das manifestações do Fruto do Espírito revelado em Gálatas 5.22,23:

Amor. Esta é a primeira manifestação do fruto do Espírito mencionada pelo apóstolo Paulo e é, na verdade, a soma total de todo o fruto do Espírito Santo. Se de fato cumpríssemos tudo o que está descrito pelo apóstolo Paulo em 1 Coríntios 13, tenho plena certeza de que experimentaríamos todo o fruto, como segue:  alegria, paz, paciência, e assim por diante. O apóstolo Paulo quer dizer aqui amor ágape (amor altruísta, ou seja, que serve aos outros sem esperar retorno ou reconhecimento), não o philia (amor fraternal) nem o Eros (amor físico). Leia 1 Coríntios 13, observando que “O amor é paciente, o amor é bondoso. Não inveja, não se vangloria, não se orgulha. Não maltrata, não procura seus interesses, não se ira facilmente, não guarda rancor” (v.4,5). Por que nós guardamos registro das coisas da vida? Para provar que estamos livres de dívidas. Por que guardamos rancor? Para lembrar os outros de suas falhas. O amor destrói todo registro de erros – seja seu amigo ou inimigo, seu cônjuge ou vizinho. O Perdão Total significa que todo o fruto do Espírito está em ação.

 Alegria. Esse é um estado interior, quando a ausência de qualquer condenação permite que você experimente a alegria do próprio Senhor. “Felicidade” vem das coisas externas; alegria é interna e vem por meio do Espírito Santo não entristecido, ou seja, contente ao habitar e encher a pessoa que está em Cristo.

 Paz. Isto é algo que satanás não pode produzir. A carne não pode produzir. É uma manifestação do fruto do Espírito Santo que dá testemunho da sua salvação eterna e de que você foi feito agradável ao Senhor em sua identidade e maneira de viver e agir.

 Paciência. É uma habilidade sobrenatural para esperar, não meramente esperar no Senhor, mas também nas pessoas! Em vez de querer uma resposta rápida, como que num estalar de dedos, esperando que os outros façam ou ajam como você pensa ou deseja, você os deixa ser eles mesmos sem ficar lhes dando lições de moral e confrontando-os.

 Amabilidade. Significa ser agradável. Educado. Amigável. É o que faz as pessoas quererem estar perto de você. Surpreende você o fato de que ser agradável, educado com as pessoas seja uma manifestação do Fruto do Espírito Santo?

Bondade. Talvez essa seja a manifestação do Fruto do Espírito mais difícil de definir. É a combinação de honestidade e generosidade. O termo pode ser utilizado de maneira intercambiável com a virtude. Eu penso que a melhor maneira de definir a bondade aqui seja integridade transparente.

Fidelidade. Deus é fiel. Ele nunca nos decepcionará. Ele cumpre a Sua Palavra . se formos fieis, seremos consistentes em cumprir nossa palavra e demonstrar amor ágape.

Mansidão. Isso significa a disposição para ceder; é o oposto de ser áspero. É ser tranquilo quando seus planos repentinamente saem de rota. Alguns pensam na pomba, um símbolo do Espírito Santo, como oposto à rola, que é turbulenta e um símbolo de falsidade.

Domínio Próprio. Quer dizer autodisciplina quanto ao seu temperamento, apetite, uso do dinheiro, ambição, estilo de vida, ou a maneira como lida facilmente com o desapontamento e decepção.

Enquanto os DONS do Espírito Santo são concedidos irrevogavelmente, o FRUTO emerge na proporção de nossa obediência.  Os DONS são soberanamente conferidos e irrevogáveis, eles não provam o quão espiritual uma pessoa é, enquanto o FRUTO do ESPÍRITO indica a espiritualidade ou piedade de alguém. Como eu disse antes, pessoas da PALAVRA (evangélicos conservadores e cristãos reformados), de maneira geral, tendem enfocar o fruto do Espírito; pessoas do Espírito (carismáticos e pentecostais) enfocam mais os dons do Espírito. Por que não ambos?

Para ampliar seu estudo e crescimento: Romanos 11.19; 1 Coríntios 13; Gálatas 5.17-25; Tiago 3.17,18.

 

(Texto Extraído do Livro “40 Dias com o Espírito Santo – Andando Diariamente com o Espírito Santo- Uma jornada para experimentar Sua presença de uma maneira fresca e nova” – R. T. KEDALL)

share

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *